Bodas de Prata em Família

Foi assim que quisemos, intimista sem grandes alardes. Resolvemos por uma cerimônia simples com a família mais próxima e nossos padrinhos de casamento. Algo realmente bastante particular e sem qualquer protocolo.

Comemorar Bodas de Prata foi algo muito marcante em nossas vidas afinal quantos casais hoje em dia atingem essa data? Ainda mais um casal homoafetivo onde muitos olhares questionaram essa relação.
Relação não tem cor, padrão social, sexo, idade, não tem regras. Basta ter amor, companheirismo e respeito.

Primeiro escolhemos roupas leves e nos tons azuis para nós dois, e para nosso pequeno algo descolado e juvenil, afinal 11 anos tem muito de criança e um toque de adolescente danadinho, hahahaha.

Nossa festa foi realizada à tarde onde montamos uma imensa mesa de 4m com Pães, Frios, Queijos e Cremes, proposta da “ Padoca em Casa” da Dona Deola, descolado, elegante e adequado pro horário.

Claro que uma mesa gigante de doces, bolo e bem casados não poderia faltar e a Patissier Carol Melo arrasou nessa produção. Usei uma toalha sensacional de renda irlandesa feita em Sergipe pelas melhores Rendeiras numa comunidade social.
O bolo simples e Chic, como queríamos e Carol Mello arrasou na composição de flores e tons. E o sabor de nozes com Baba de Moça então?
Os doces de Carol encantam e todos avançaram como formiguinhas alucinadas, kkk.
Montamos uma gigante cascata de Fios de Ovos linda, vintage, assinada pela Ofner. Um show à parte! A novíssima marca da Ofner chamada Latelier assinada pela top para doces de festas Claudia Eid que também compôs a mesa com tulipas de chocolate branco e limão. Delicia!!!
Um charme a mais: Charutos de Chocolate de Nutella do competente Alexandre Raposo. Sumiram! Meu Deus, deveríamos ter pedido o triplo.

Claro que os Bem Casados mais deliciosos e famosos do mundo não poderiam faltar amarradinhos com lindos Divinos Espírito Santos em papel italiano branco com cordão prata que a Conceição Bem Casados preparou com todo amor e carinho.

Uma mesa de guloseimas nordestinas preparadas por Tetê Prudente, nossa mãe sergipana, estava ali montada pela própria e trouxe um diferencial chic para esse momento tão mágico. As pessoas piraram nessas delícias!

Nellie Solitrenick registrou todos os momentos e deixou essas lembranças de nossa galeria para curtirmos eternamente. Amo o astral dessa fotógrafa amiga.

Dom Geraldo, amigo de adolescência do Colégio Santo Américo, abençoou esse dia todo florido pela amada e única Titina Leão. Flores e mais flores (Bocas de Leão, Kallas e Phalaenopsis brancas) trouxeram ainda mais beleza para o dia que tanto aguardamos, nosso segundo casamento 25 anos depois. Como Titina entende o que é ser elegante sem exageros com altíssima qualidade.

Yvette Mattos cantou nossos amores e nossas alegrias. Foi emocionante e lúdico. Que voz, que amor envolvido.

Faria tudo igual novamente, amei cada instante e cada sorriso recebido de cada presença amada.
Jamais nos esqueceremos, jamais.
Esperamos comemorar mais e mais momentos como esse.

Divido com vocês um pouco dessa felicidade e dessa magia!
Apenas Luz e Amor, nada mais!

 

 

No Comments Yet.

Deixe uma resposta