Marrocos | Turismo Marrakesh

Fundada no século XI foi a capital do império marroquino até 1668.

É conhecida como a cidade Terracota, afinal a maioria das fachadas das casas, prédios e edifícios são dessa cor.

Ficamos hospedados em dois hotéis: duas noites num ícone local, um antigo palácio absolutamente deslumbrante chamado La Mamounia. O luxo do luxo, o must do must. Duas noites num hotel boutique-spa delicioso chamado Hivernage Hotel & Spa, com um cardápio de banhos além dessa vida. Uau!!!

Existem dois bairros bem franceses: Gueliz e Hivernage, onde encontramos muitas empresas, restaurantes e casas noturnas.

O lado histórico da cidade é protegido por 19km de muralhas e aí é a tradição quem dita as regras.

O Ponto mais visitado da cidade é a Praça Djemaa el-Fna, encostada na Medina, onde encontramos encantadores de serpentes, macaquinhos presos a seus donos, circenses, tatuadoras de hena e até mesmo vendedores de dentaduras. Uma verdadeira miscelânea.

À noite a praça fervilha mais ainda pois são vendidas as comidas mais exóticas e deliciosas. Experimentei diversas delas.

A Medina oferece uma ala de doces de babar: figos com nozes, tâmaras com amêndoas, folhados de pistaches, pêras secas com avelãs, tudo delicioso.

Um passeio encantador é a visita ao Jardim de Marjorelle que foi formado em 1922 pelo pintor francês Jacques Marjorelle, e depois, comprado pelo estilista Yves Saint-Laurent. O jardim está todo ornamentado com cactos, palmeiras e bouganvilles, além de uma casa estilo art nouveau, com paredes de um azul intenso, referencia aos chamados homens de azul – tuaregues que vivem nos desertos.

Outro jardim também é apaixonante afinal foi o jardim dos grandes Sultões: Jardim Menara. Um jardim de ciprestes e oliveiras, rodeado por uma enorme bacia e com um imenso pavilhão decorado com azulejos verdes, pelos aluídas, no século 19.

Minha visita por Marrakesh acabou com um delicioso banho numa casa tradicional da cidade onde fiquei horas sendo cuidado como um Lord, ou melhor, como um Sultão. Foi perfeito!

No Comments Yet.

Deixe uma resposta